As 110 ATRIZES MAIS BELAS DA ERA DE OURO DE HOLLYWOOD-2ª PARTE

49º LEE LEMICK

 

Com um charme natural e um apelo de “girl next door”, Lee Remick, amante de chocolate, foi uma notável atriz que conseguiu trabalhar com muito bons realizadores.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Anatomy of a Murder (1959), Days of Wine and Roses (1962)

 

48º PAULETTE GODDARD

 

 

Bonita, sofisticada, culta e exótica, Paulette será sempre lembrada como a esposa de Chaplin dentro e fora da tela. Os seus traços faciais resultam-me um pouco carregados demais, mas sem dúvida que é bonita. Quase que ganhou o papel mais cobiçado de toda a história do cinema, Scarlet O’Hara. Sem desmerecer a Vivien, Paulette daria uma maravilhosa Scarlet.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Modern Times (1935), The Women (1939), The Great Ditactor (1940)

 

47º ALEXIS SMITH

Elegante, gélida, sofisticada e… extraordinariamente agradável. Smith é mais lembrada por fazer de “a outra” em vários melodramas da Warner Bros. Embora nunca tenha sido uma estrela de primeira grandeza, conheceu bastante fama e prestígio na Broadway, aquando de uma idade mais madura.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: The Constant Nymph (1943) e The Two Mrs. Carroll (1947)

 

46º LAUREN BACALL

 

Uma lenda do cinema. Elegante, sensual e sofisticada, Bacall tem um talento incrível para papéis de mulher cínica com bom coração. Uma versão feminina de Humphrey Bogart.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: To Have and Have Not (1944), The Big Sleep (1946), How to marry a Millionaire (1953), Designing Woman (1957)

45º RAQUEL WELCH 

Uma estrela que já não é bem clássica, Raquel foi a última diva da Fox. Sensual, bonita (ainda que pouco delicada), Raquel é certamente um sex symbol.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: One Million Years B.C. (1966) e The Three Musketeers (1973)

 

44º ZSA ZSA GABOR

Conhecida por ser “famosa por ser famosa”, Zsa Zsa certamente que não tem filmes nem desempenhos memoráveis. Mas é bonita e a sua voz confere-lhe uma natureza exótica.

Alguns dos seus filmes mais famosos: Moulin Rouge (1952) e Lili (1953)

 

43º JEANETTE MACDONALD

 

Bonita e luminosa, MacDonald foi a melhor cantora de Ópera do cinema clássico. A sua voz soprano é encantadora.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: The Merry Window (1934) e Maytime (1937)

 

42º JOAN LESLIE

A girl next door da Warner Bros. na época da Segunda Guerra Mundial, Leslie encantou o público masculino com o seu apelo de boa rapariga. Pessoalmente, não a encontro muito atraente, mas reconheço o seu ar doce e o seu talento considerável como atriz.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Yankee Doodle Dandy (1942) e The Hard Way (1944)

 

41º PEGGY CUMMINS

Peggy tem uma expressão interessante que lhe parece revelar serenidade. Uma sensualidade fria, suave em conjugação com os seus olhos penetrante de corça.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Gun Crazy (1950) e Hell Drivers (1957)

 

40º CATHARINE DENEUVE

 

Embora lhe reconheça beleza, não a vejo assim tão deslumbrante. Resulta-me algo formal. Todavia, o seu talento como atriz é incontestável.

 Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Belle de Jour (1967) Les Demoiselles de Rochefort (1967)

 

39º SOPHIA LOREN

 

Extremamente sensual e voluptuosa, era certo que Sophia Loren se converteria num sex symbol. 

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: LA Ciciara (1960) e Ieri, oggi, domina (1963)

 

38º JEANNE CRAIN

 

Ainda que me resulte algo insossa, não dá para dizer que Jeanne Crain não é bonita. A sua beleza campestre e o seu olhar de sonhadora fizeram dela uma das mais encantadoras ingénuas dos anos 40.

Alguns dos seus filmes mais famosos: State Fair (1945), Margie (1946), Pinky (1949), Letter to Three Wives (1949)

 

37º ESTHER WILLIAMS

Bonita, sorridente e cativante, a sereia dos aquamusicals é única na história do cinema. Com um sentido de humor afiado, às vezes até despropositado, Esther revela-se divertida e terrivelmente observadora. Ainda que não seja uma grande atriz, não a vejo tão má como alguns opinam. Uma das estrelas mais reluzentes em technicolor.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Bathing Beauty (1944), Neptune’s Daughter (1949), Million Dollar Mermaid (1952) e Dangerous When Wet (1953)

 

36º CYD CHARISSE

 

 

Certamente que Cyd não é um rosto por aí além ( até me resulta demasiado comum), mas tem muita sensualidade e elegância. Muito boa dançarina e extremamente bem feita de corpo (para mim, as melhores pernas de Hollywood), Cyd também conseguiu brilhar como comediante nos poucos mas bons musicais em que entrou enquanto protagonista.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: The Band Wagon (1954) e Silk Stockings (1957)

 

35º JANE FONDA

 

Cara chapada do seu pai e, no entanto, bastante mais bonita, Jane deslumbra com o seu apelo de sexy girl next door.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Barefoot in the Park (1967), On Golden Pond (1982)

 

34º MONICA VITTI

Sensual e misteriosa, sem dúvida.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: La Notte (1961) e L’eclipse (1962)

 

33º JEAN SIMMONS

Esta notável e sofisticada atriz sempre me fez lembrar a Audrey Hepburn. De beleza singela mas, simultaneamente, algo fria, Simmons brilhou em vários filmes com o seu talento e elegância.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Great Expectations (1946), Angel Face (1953) e Guys and Dolls (1955) 

 

32º TIPPI HEDREN

A carreira de “Tippi” Hedren basicamente resume-se a The Birds (1963) e Marnie (1964). Mas são logo dois filmes fabulosos. E a sua interpretação, para quem não era atriz até fazer The Birds, é bastante profissional. Embora bonita e chic, encontro-a algo insossa e enjoada.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: The Birds (1963) e Marnie (1964)

 

31º CONSTANCE BENNETT

 

Considerada a mulher mais bem vestida da década de 30, a irmã mais velha da mais famosa atriz Joan Bennett é, de facto, uma elegância de atriz. Bonita, culta e requintada, Bennett participou em vários filmes pre-code, começando, após a censura, a participar essencialmente enquanto atriz secundária. Acho que ela nunca se interessou muito pela representação, o que é pena dada a sua bonita presença na tela.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: What Price Hollywood (1932), Our Betters (1932) e Topper (1937)

 

30º MARTHA VICKERS

Sem grande categoria e sem gosto (casou-se com o Mickey Rooney), Martha Vickers é, no entanto, uma cara bonita.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: The Big Sleep (1946) e The Big Bluff (1955)

 

29º JUNE HAVER

Bela, enérgica, magnética e de talento considerável, June Haver é certamente uma das estrelas mais subestimadas da era clássica. Explorada pela Fox como uma possível substituta de Betty Grable, Haver nunca chegou a ter, nem de longe, o mesmo sucesso que a colega. Certamente que Betty tem muita mais presença, mas Haver possui uma beleza  calorosa irresistível que, a meu ver, encanta-me mais. Infelizmente, não há muitos bons filmes na sua curta carreira. Dos seus musicais, destaco apenas The Dolly Sisters (1945), onde contracena precisamente com Betty. Ainda que esta seja a personagem principal, Haver rouba o filme. Interessante mencionar que, após cerca de 10 anos a trabalhar na Fox, a loira decidiu tornar-se noviça. Acabou por desistir cerca de 6 meses depois de entrar  num Convento no Kansas. Depois dessa época conturbada da sua vida, encontrou a felicidade e o conforto que merecia junto do ator Fred McMurray. Ambos viveram uma belíssima história de amor.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Home in Indiana (1943), The Dolly Sisters (1945) e The girl next door (1953)

 

28º MADELEINE CARROLL

Delicada e senhoril, Carroll é também uma muito boa atriz.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: The 39 Steps (1935) e On the Avenue (1937)

 

27º JOAN FONTAINE

Delicada, muito sofisticada e de aparência frágil, Fontaine era ideal para interpretar raparigas ligadas à nobreza e dotadas de inocência. Não sei se seria uma atriz muito versátil, mas a irmã loira de Olivia de Havilland conseguia encarnar esse tipo de papel na perfeição.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Rebecca (1940), Suspicion (1941), The Constant Nymph (1943) e Letter from a unknown Woman (1946)

 

26º OLIVIA DE HAVILLAND

O nível de beleza de Olivia é semelhante ao da sua irmã mais nova. Bonita, angelical, airosa. Nada de espetacular, mas, sem dúvida, uma beleza delicada. Olivia tem, a par disso, um olhar escuro e vivo que me agrada.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: The Adventures of Robin Hood (1938), Gone with the Wind (1939), To Each His Own (1946), The Snake Pit (1947) e The Heiress (1949)

 

25º CAROLE LANDIS

 

Carole Landis nunca se chegou a tornar uma grande estrela apesar de tudo indicar o contrário. O seu belo e delicado rosto e a sua faceta extremamente erótica fizeram dela uma das pin ups mais populares da sua época. Está particularmente maravilhosa em Moon Over Miami. Apesar da sua beleza, existe sempre uma aura de tristeza e apatia no seu rosto.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Moon Over Miami (1941) e I Wake Up Streaming (1941)

 

24º DONNA REED

Bonita mas algo matrona, Donna Reed foi uma girl next door que se tornou uma muito boa atriz.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: It’s a Wonderful Life (1946) e From Here to Eternity (1953)

 

23º LOUISE BROOKS

Acutilante, sexy, ousada e culta, Louise Brooks é seguramente a diva do cinema mudo mais bela.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Beggars of Life (1928) e The Pandora Box (1929)

 

22º KIM NOVAK

Para estar em 22º lugar, é óbvio que a considero bonita. Bom, a questão não é assim tão simples. Kim é gira, de facto, mas às vezes considero-a feia com os seus traços faciais demasiado duros e agressivos. Defeitos à parte, Kim é misteriosa, sensual (ainda que um pouco insossa) e exótica. Isso compensa. Já para não dizer que está inesquecível em Vertigo.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Picnic (1955), Pal Joey (1957), Vertigo (1958), Bell, Book and Candle (1958) e Midley of the Night (1959)

 

21º ELEANOR PARKER

Delicada e com ar de senhora, Parker é uma subestimada atriz que nos brindou com excelentes interpretações.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Caged (1950), Scaramouche (1952), Interrupted Melody (1955) e The Sound of Music (1965)

 

 

20º ANITA EKBERG

Muito sensual e carnal, Edberg tem também um rosto belo (ainda que ligeiramente masculino).

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: La Dolce Vita (1960) e 4 for Texas (1963)

 

19º AUDREY HEPBURN

Uma das mais admiradas e queridas estrelas clássicas, Audrey é ainda dotada de uma beleza algo singular que a torna especialmente atraente. O seu encanto aristocrata e, mesmo assim, nada snob, torna-a apelativa.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Roman Holliday (1953), Sabrina (1954), Breakfast at Tiffanys (1961)

 

18º NATALIE WOOD

A harmonia do rosto de beleza comum de Natalie Wood tornam-na deslumbrante. Não é exótica ou exuberante, mas possui um belo rosto pautado pelo charme da simplicidade.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: The Searchers (1956), Splendor in the Grass (1961)

 

17º GRETA GARBO

 

Pessoal da época clássica refere-se a ela como a mais bela mulher do cinema. Talvez fosse? Eu não acho mas que é bonita, é. E, mais do que isso, é misteriosa. A sua beleza gélida combinava com a sua faceta de talentosa atriz. Nomeada quatro vezes para o óscar, nunca o recebeu.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Grand Hotel (1932), Queen Christina (1933), Camille (1936), Ninotchka (1939)

 

16º VIVIEN LEIGH

De beleza delicada e angulosa, lembrando um gato (animal que ela tanto apreciava), Vivien é certamente uma beleza. Além do mais, foi uma das maiores atrizes da sua geração, dando vida ao papel mais cobiçado do cinema: Scarlett O’ Hara em Gone with the Wind.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Gone with the Wind (1939), The Waterloo Bridge (1940) e A Streetcar Named Desire (1951)

 

15º FRAINÇOISE DÒRLEAC

De beleza estonteante, a irmã mais velha de Deneuve tem um magnetismo animal incrivelmente poderoso.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: La Peau douce (1964) e Les Demoiselles de Rochefort (1967)

 

14º CAROLE LOMBARD

Com um sentido de humor aguçado, Carole Lombard ficou conhecida pelas suas comédias sofisticadas.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Nothing Sacred (1937) e To be or not to be (1942)

 

13º BRIGITTE BARDOT

Claramente sensual (mesmo sexual), Brigitte Bardot foi um dos maiores símbolos sexuais de França. Defensora radical dos animais, a loira será recordada eternamente pela sua beleza carnal.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Et dieu… Créa la femme (1956) e Viva Maria! (1965)

 

12º INGRID BERGMAN

Uma das atrizes mais amadas de sempre, Ingrid era tudo menos convencional. A sua beleza esplendorosamente fascinante (rosto luminoso e largo e olhos risonhos) é um convite imersivo. Como não gostar da sua beleza saudável e campestre?

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Casablanca (1942), Gaslight (1944), Notorious (1946) e Anastasia (1956)

 

11º ARLENE DAHL

Pouco talentosa e bastante artificial, mas ainda assim dotada de um belíssimo rosto, Arlene foi uma das rainhas do technicolor dos anos 50s. Figura recorrente em filmes de aventuras, tem, no entanto, os seus papéis mais interessantes em dramas como Women World e Slightly Scarlett.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Three Little Words (1950), Woman’s World (1954), Slightly Scarlett (1956) e Journey to the center of the Earth (1959)

 

10º ANN-MARGRET

A parceira de Elvis Presley, a inspiração para a filha dos Flintstones, Ann-Margret foi uma sensação nos anos 60. Ainda que não fosse uma grande atriz, era uma excelente dançarina dotada de um ritmo enérgico sem precedentes. O seu maravilhoso cabelo ruivo e os seus sexys olhos verdes transbordam energia.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Bye Bye Birdie (1963) e Viva Las Vegas (1964)

 

9º ELIZABETH TAYLOR

Bela, exótica, talentosa, carinhosa, inteligente. Rosto renascentista e corpo roliço e harmonioso. Uma beldade! Além do mais, muito boa atriz (O seu papel em Who is affraid of Virginia Wolf? deixou-me estupefacto). Julgo, todavia, que tem mau gosto para vestir. Devo dizer, ainda assim, que a sua demasiada exuberância resulta encantadora.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: National Velvet (1944), Father of the Bride (1950), A Place in the Sun (1950), Giant (1956), Cat on a Hot Tin Roof (1958), Suddenly, Last Summer (1959) e Who is afraid of Virginia Wolf? (1966)

 

8º HEDY LAMARR

Quando estrela, chegou-se a especular que fosse a mulher mais bela do mundo. A sua beleza sofisticada e exótica é realmente quase perfeita. No entanto, não me transmite muito, talvez devido a quase toda essa perfeição. Mas mais importante do que discutir a beleza, é frisar a relevância que Hedy teve no campo da física, ao desenvolver um sistema de interferência que seria a base para a invenção do telemóvel.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Tortila Flat (1943), The Srange Woman (1945), Sanson and Dalilah (1949)

 

7º MARILYN MONROE

 

A mais famosa, a mais luminosa, mas não considerada a mais bela. Eu acho-a de uma beleza deslumbrante. Um dos poucos sex symbols dotado de uma mistura estranha e aparentemente contraditória: sexualidade mais infantilidade. O seu talento para a comédia valeu-lhe o globo de ouro pela sua atuação na comédia que é oficialmente considerada a melhor de sempre, Some like it hot.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Gentlemen Prefer Blondes (1953), How to Marry a Millionaire (1953), The Seven Year Itch (1955), Bus Stop (1956) e Some Like It Hot (1959)

 

6º AVA GARDNER

Extremamente exótica (provavelmente a mais de todas) e magnética, Ava Gardner é indiscutivelmente uma das mulheres mais belas do cinema. Foi baptizada de “o animal mais belo do mundo” dada a sua beleza felina. De facto, o seu cabelo escuro e crespo e os seus olhos de gato e verdes tornam-na uma beleza singular no mundo glamoroso e artificial de Hollywood.  Ava transmite algo de selvagem, puro, quase anti-star system. E, por isso, a sua presença resulta tão bem em filmes passados em locais selvagens como Mogambo. Aliado à sua beleza, está o seu talento considerável como atriz. Completamente subvalorizada.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: The Killers (1946), Mogambo (1953), The Barefoot Contessa (1954) e The Night of the Iguana (1964)

 

5º GENE TIERNEY

 

Beleza absoluta! Etérea, delicada, cosmopolita, culta e sensual sem ser vulgar. E, além do mais, uma personalidade adorável. Devo acrescentar que, assim como Ava, Gene é uma notável atriz, conseguindo um registo bastante mais natural do que atrizes mais conceituadas da sua época.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Laura (1944), Leave Her to Heaven (1945), The Razor’s Edge (1946) e The Ghost and Mrs. Muir (1947)

 

4º GRACE KELLY

Delicada e elegante, Grace Kelly já parecia princesa antes de se tornar membro da realeza do Mónaco. Apesar da curta carreira, fez filmes memoráveis, ganhando ainda um óscar.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: High Noon (1952), Rear Window (1954), The Country Girl (1954 e To Catch a Thief (1955)

 

3º CLAUDIA CARDINALE

Alegre e sensual, assim vejo Claudia Cardinale, beleza italiana absoluta.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Li Gattopardo (1963) e 8 1/2 (1963)

 

2º LANA TURNER

Lana Turner é obviamente o exemplo perfeito de estrela de Hollywood. Glamorosa, loira, elegante e algo artificial. Apesar da sua imagem mais famosa estar presente no filme The Postman Always Rings Twice, a sua beleza nessa fase já não é a minha favorita. Prefiro os seus primeiros anos de estrelato, com a sua cara fresca e o seu cabelo ruivo. Quando vejo filmes ou fotos dessa sua época, considero-a simplesmente belíssima. Não é exótica ou extremamente sofisticada, mas tem um apelo de girl next door revestido de sensualidade que a torna bastante terrenal.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: Ziegfeld Girl (1941), The Postman Always Rings Twice (1946), The Bad and the Beautiful (1952), Peyton Place (1958) e Imitation of Life (1959)

 

1º RITA HAYWORTH

 

Foi em 2009, numa aula de História da Arte, que vi Rita Hayworth pela primeira vez. Fiquei deslumbrado. Nunca esqueci. Nunca havia visto mulher tão bela. O seu cabelo é digno de ser chamado de obra de arte. O primeiro filme seu que vi foi o clássico Gilda, onde Rita aparece mais deslumbrante que nunca. A hibridez nela patente (americana e ibérica) tornam-na exótica, ainda que não tendo um semblante tão incomum quanto Ava. Mais importante que o seu rosto ligeiramente anguloso, delicado e harmonioso, é o seu doce sorriso. Rita, mais do que sexy, é doce, afável. Além da beleza, a atriz possui um talento considerável, coisa que, durante os seus anos de carreira, a crítica não acreditava. Deixou duas obras inquestionáveis no que toca ao género noir, mas também fez maravilhosos musicais como Cover Girl. Tímida e romântica, Rita foi a ruiva mais famosa do cinema e seguramente a maior estrela da Columbia na era clássica.

Alguns dos seus filmes mais conhecidos: You were never Lovelier (1942), Cover Girl (1944), Gilda (1946), The Lady from Shanghai (1948) e Separate Tables (1958)

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s